segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

O barulho ensurdecedor da intolerância


Intolerância, falta de diálogo, desentendimentos, medo, um martírio.

Assim estão vivendo alguns vizinhos no delicioso bairro da Vila Paris, num fim de rua bucólico e agradável, rua Alves do Vale, por causa do barulho ensurdecedor provocado pelo alarme contra ladrões do Edifício Montmartre.

A queixa é de Ivan Kallas (foto), residente à rua Perdigão Malheiros, 724, fundos para o Montmartre, que reclamou amigavelmente, depois fez B.O. na polícia, agora apresentou notificação extrajudicial contra o síndico Alvaro Sales.

Segundo Kallas, 68 anos, profissional em Tecnologia da Informação, o inferno mudou para seus ouvidos quando o condomínio vizinho instalou o alarme ensurdecedor, com níveis de decibéis acima do permitido, e que dispara aleatoriamente, seja de dia ou à noite.

Ivan Kallas não sabe dizer se o alarme apresenta defeito ou se o prédio está sob ataque. 

O certo é que ele hoje vive “em estado de sobrevida, devido a trombo embolia pulmonar, doença reincidente, potencialmente agravada pelo stress” que o disparo do alarme provoca, piorando seu estado de saúde, atrapalhando sua qualidade de vida, sossego e trabalho.

Montmartre, como se sabe, refere-se ao local onde cristãos eram torturados e mortos. Hoje é o nome de um bairro boêmio em Paris. E o nome do Condomínio que tortura Ivan Kallas.


21 comentários:

  1. Caro Redator
    Agradeço sua postagem que foi muito precisa.
    A Construtora Casa Grande já foi uma das melhores da cidade.
    Conheci e admiro muito o Sr. Fajardo, seu proprietário.
    O filho, que assumiu os negócios parecia ir bem.
    Mas agora parece que se perdeu, no desrespeito à vizinhança.
    Até os próprios moradores estão começando a ficar irritados com tanta incompetência.
    ivankallas@oi.com.br

    ResponderExcluir
  2. Moro neste edifício, a intolerância e arrogância da administração faz com eu e minha família sintamos vergonha do barulho emitido perante nossos vizinhos. O pior é a ignorância de não perceberem que se realmente for um ladrão que estiver invadindo o prédio, ninguém vai notar, pois o alarme dispara tanto e aleatoriamente, que não dá para saber se é bandido ou algum morador distraído incomodando a sociedade com o seu momento de flutuância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela manifestação.
      Tive que ir para a solução extrema, após 4 meses de tentativa frustrada com Alfredo.

      Há 35 anos venho recebendo vizinhos com gentileza e tentando melhorar nosso bairro.
      Mas de vez em quando aparece alguém com surto de prepotência ou ignorância.
      A vida vai lhe ensinar. E seus filhos vão se beneficiar disto.

      Todos estão convidados a compartilhar comigo alguns momentos de alegria na Confraria do Papo, em meu quintal, toda sexta feira.
      Os peões de sua obra fizeram isto por dois anos.
      Espero podermos continuar por 20 anos.
      O Véio.

      Excluir
  3. Sou amigo de moradores é extremamente desagradável essa situação. O alarme é absurdamente alto e realmente dispara a qualquer momento e incomoda muitos outros prédios da rua. Impressionante como pessoas como esse síndico chegam a beirar o ridículo com suas atitudes. Patético. Se não fosse pela amizade que tenho não retornaria mais ao edifício tamanha a ignorância do indivíduo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado.
      Então não é só o véio aqui que é maluco.
      Todos estão ficando doidos com o barulho aleatório e desproporcional do alarme.
      Sô Zé tem 80 anos. Mora na casa ao lado. Não reclama pois teme retaliações.
      Filomeno e Cleusa, da janela acima da minha, felizmente são surdos.
      Mas já ficaram incomodados.
      Mas minha vingança sará maligrina. Rs.
      Alfredo e Álvaro vão ficar velhos.
      E jamais vão se esquecer disto.
      O Véio.

      Excluir
  4. Carlos Faria da Rocha28 de janeiro de 2014 20:35

    Se o alarme incomoda tanto assim, mude-se o alarme. Mas que coisa. Este síndico parece estar em guerra com os vizinhos. Por isso que os apartamentos estão desvalorizados. Quem quer morar num prédio desses? E vejo pela foto muitas plaquinhas colocando apartamentos à venda. Será pela intolerância?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carlos
      Obrigado pela manifestação.
      Fico feliz em saber que não sou só eu o incomodado.
      Mas não me importo em ter que lutar, mesmo que sozinho, até o fim.
      Renovo a todos o convite para a Confraria do Papo, toda sexta, à noite.
      Participação livre. Vem quem quer. Traz o que pode. Compartilha o que tem.

      Já fundamos a
      Amorsanto - Moradores em torno da Prudente.
      Rua do Lazer - Aos domingos na Prudente.
      Comissão do MP para controle da poluição sonora de bares.
      Comissão do MP para controle da poluição sonora e física de blocos de carnaval.
      Amigos do Leopoldão - apoio aos alunos carentes deste colégio.
      e uma dezena de outras missões comunitárias.
      Trabalhar para os outros é gostoso.
      Mas quando os outros nos ajudam onde precisamos é gratificante.
      O Véio.

      Excluir
    2. Ps.
      O Sr. Procurador já me informou ter recomendado a instauração de procedimento sobre
      perturbação da ordem e sossego públicos, por causa de alarmes e campainhas.

      Afinal o Ed. MontMartre, pelo mau exemplo de seu Síndico e Construtor, vai possibilitar uma coisa boa:
      PAZ e SOSSEGO entre vizinhos. Rs.
      O Véio.

      Excluir
  5. Felizmente alguns tem coragem de denunciar este tipo de violação.
    A maioria fica sofrendo em silêncio, com medo de retaliações ou inimizade.
    Parabéns pela coragem de denunciar. Vamos apoiar a investigação do Ministério Público.

    ResponderExcluir
  6. Falta um mínimo de educação e respeito, palavra aliás, que está cada vez mais restrita as dicionários.
    O assunto aqui é o alarme do edificio, que concordo, é alto, irritante e sem função, já que a rua não tem tanta gente assim passando na frente para precisar ser avisada e ladrão não liga para o assunto.
    Talvez não custasse ao administrador, calibrar o aparelho para que funcione da forma como provavelmente previsto no manual e não como um martírio aos vizinhos e visitantes.

    ResponderExcluir
  7. Obrigado Robert
    Temos uma década de luta em Associações de Moradores contra estes oportunistas do mercado imobiliário ou arrivistas que acham que a história começou no dia em que chegaram.
    Assim que o Ministério Público iniciar as audiências, vou convocar os cidadãos de bem para participar do inquérito.

    ResponderExcluir
  8. Obrigado Ivan por mais esta reuniao da Confraria de sexta.
    Como sabe, moro na Rua Gonçalves Veloso e estava há meses tentando identificar o alarme que está prejudicando a vizinhança. E ajustar as coisas com o proprietário. Agora descobri.
    Não sei como vc consegue conviver com este ruído insuportável direto no seu quintal e janela.
    Conte com meu apoio.

    ResponderExcluir
  9. Olá Gegê Angelino gege (task.com.br)
    Agradeço a sua manifestação por email e o movimento junto à imprensa para acompanhar esta barbaridade. De fato, alguns emergentes enricados derrepente acham que podem pisar na cabeça de todos.

    ResponderExcluir
  10. Engraçado como essa pseudo reportagem só ouve uma versão dos fatos, não é mesmo? Será que todos os moradores do edifício em questão são bandidos maldosos que resolveram se mudar para o bairro para infernizar a vida dos vizinhos? Será que a construtora Casa Grande torna-se uma empresa melhor ou pior por causa da decisão dos moradores - depois do prédio entregue e finalizado - de instalar um alarme? Será que as pessoas do próprio prédio não estão igualmente incomodadas com o barulho e tomando medidas para resolvê-lo, sem deixar de lado a questão da segurança? Será que só o Ed Montmartre incomoda a vizinhança, ou cachorros, galinhas, fumacê de bar ilegal toda sexta-feira e festas nos vizinhos também não incomodam? Fácil pensar só no próprio umbigo, né?

    Agora, o mais grave: será que a reportagem se deu o trabalho de apurar que o Sr. Ivan Kallas, o maior causador de confusão do bairro, AMEAÇOU A SEGURANÇA E A INTEGRIDADE DE FAMÍLIAS E CRIANÇAS dos moradores do Ed Montmarte por meio de email endereçado a todos (e que está à disposição de quem quiser ler no prédio)? É isso, caros leitores deste "blog", o velhinho bonzinho e protetor do bairro enviou um email dizendo que, já que não se tomou nenhuma providência a respeito do alarme, deveríamos todos "tomar cuidado" e que qualquer coisa que acontecesse com nossas famílias e crianças seria por "culpa exclusivamente nossa". Ah, ele mandou também que “enfiássemos o alarme no C%$#&”.

    É isso aí, caros leitores. Apurem as informações antes de criticar ou comentar. Principalmente o autor do blog, que deveria fazer isso como jornalista que é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O rato saiu da toca. Pelo texto:
      alfredo@construtoracasagrande.com.br e/ou alvaromsales@gmail.com .

      Pela ordem aleatória das mentiras ou besteiras faladas:
      1. Sugeri, no dia da reportagem, ao Editor que entrevistasse os (ir)responsáveis. São voces?
      Tenho certeza que vai fazer. Quem sabe até reportagem exclusiva. Caso não se escondam.
      A comunidade local, incomodada por sua perturbação do sossego, QUER SUA EXPLICAÇÃO.

      2. Fiz BO. Notificação Extra-Judicial e ao Ministério Público, para que apure fatos. Espero que abra inquérito, senão vou fazê-lo judicialmente. Lei do Silêncio, Denunciação Caluniosa e Quebra de Contrato de Vizinhança. O alarme incomoda os próprios moradores? Os Vizinhos até dois ou tres quarteirões?
      Em 4 meses não encontraram solução? Incompetência, prepotência ou má fé?

      3. Gostaria de saber onde é o bar. Seria ótimo. Reunimos a Confraria do Papo em meu quintal há 8 anos.
      Reunimos amigos toda sexta. Promovemos voluntariado social, amigos da escola, vizinhança protegida, apoio ao MP em pleitos difusos. Acesse nosso grupo de debates. Saberá.
      Promovemos churrasco para SEUS OPERÁRIOS, aqui. Convidei vizinhos. Vc não é mais convidado.
      O fumacê é da churrasqueira que seus empregados construíram, enquanto usavam meu quintal, gratuitamente para SUA OBRA. Se podia melhorar, porque não fez? Afinal usaram minha água, luz, espaço. Por cortesia. Usamos lenha reciclada ou catada na vizinhança.
      Mas não somos emergentes. A Confraria aceita doação de carvão.

      4. O empregado do Sô Zé, há 45 anos morador da rua, 80 de idade, criou galinhas. Matam escorpiões e cobras, do que a região é infestada. Que bom. Seus operários mataram mais de 20.
      Suas crianças, babás e mamães adoravam. Vamos matá-las e fazer galinhaço? Traz fumacê prá escorpião.

      5. SOBRE SUAS ADORÁVEIS CRIANÇAS.
      Duvido que alguma não faça festa ao velhinho de barba, brincando de Papai Noel.
      Ameaçá-las? Só algum pedófilo ou abusado na infância poderia imaginar tal estupidez.
      SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS? É a lei da atração. Vão colher o plantado. Aliás, já estão!

      O que eu disse? Não. Eu escrevo e assino em baixo.
      Repito na frente de qualquer Delegado, Promotor e Juiz. Já enviei cópia.

      Da mesma forma que ALGUÉM DO SEU PRÉDIO gritou da janela nesta madrugada,
      ENFIA O SOM NO CU SEU BOSTA. Eu apoio a sugestão.
      Briga de casal? Torcida? Entre apartamentos? Com prédio vizinho? É bom o Editor apurar.
      Precisamos alimentar o MP de informações para preservarmos nosso sossego.
      Apure mais esta Sr. Editor
      ivankallas@oi.com.br

      Ps. Por 4 meses seu ex-amigo e vizinho implorou pela Lei do Silêncio.
      Numa rua onde moram vários idosos de até 80 anos. Com outro prédio que jamais incomodou e cujos moradores me reclamam da sua perturbação do silêncio. E outras. Não fomos atendidos.
      Agora vamos às últimas consequências.
      Abraços a seu velho pai e respeitado construtor Fajardo.
      Que em nosso tempo foi respeitoso e respeitado.
      Lamento que nas mudanças de geração muitas empresas perdem a respeitabilidade.

      Excluir
    2. Errou de novo, Sr. Ivan Kallas. Aliás, o senhor tem errado tanto que só me faz ter mais certeza da sua ingenuidade (ou ignorância?).

      Não foi Alfredo nem Álvaro que escreveram esta mensagem. Aliás, admiro a calma deles, por aguentar seus ataques diários de cólera e ódio. O Alfredo tem um prato cheio para te processar, aliás, mas acho que não vai fazê-lo pela pessoa correta que é.

      Quem postou isso foi um(a) vizinho(a) que vive a sua vida sossegada, cuidando das suas coisas e respeitando ao próximo, desde criança. Mas um(a) vizinho(a) que se cansou da sua falação e baboseira e se cansou das injustiças que o senhor vem cometendo contra os moradores do edifício Montmartre e, principalmente, contra o síndico e o construtor do prédio (que, apenas por coincidência, mora aqui também), pessoas boas e trabalhadoras que estão se sentindo muito mal com tudo isso. E se cansou, principalmente, de se sentir caluniado(a) e de ver nossas famílias e filhos ameaçados (está registrado com sua assinatura, não estou falando nada que o senhor não saiba) por um oportunista/interesseiro que quer aparecer diariamente.

      Não vou entrar na sua, nem pretendo voltar aqui para argumentar. Só queria alertar aos vizinhos sobre seu real caráter, escondido sob a fantasia de Papai Noel. O senhor é doente, Sr. Ivan, mas não das doenças físicas que alega ter; é doente de espírito.

      E queria te alertar também para a sua ingenuidade. Cuidado, Sr. Ivan! Tem gente batendo o escanteio e correndo na área para cabecear e fazer o gol sozinho, e o senhor não está notando. Desconfie dos lobos em pele de cordeiro, pois são lobos na essência. Nós por aqui já notamos isso. Pena que o senhor não. E pena também que, diferentemente do futebol, não somos juízes e não temos poderes para aplicar cartões vermelhos...

      Te desejo paz de espírito, luz no seu coração e mais calma para lidar com a vida.

      Um abraço.

      Excluir
    3. Prédio entregue e finalizado?
      Ainda está em obra de expansão, sobre a laje da garagem. Ou não?
      Seriam obras irregulares? Ou a Prefeitura prorrogou a construção?

      Excluir
    4. Pq não assinou. Saulo.

      Excluir
  11. Sr(a). anônimo(a)
    Não admiro que sejam outros "testas de ferro". "Paus mandados"?
    Afinal vcs são um grupinho de especuladores muito fortes e unidos. Assinatura coletiva. Rastreável.
    Tão espertos que repetem o lobo que acusa o cordeiro de sujar a água.

    Quanto a vc se identificar, ou não, é problema seu. Caráter. É típico.
    A cara pode mudar na próxima agressão ou desrespeito aos vizinhos.
    Minha vida está na internet. Pode pesquisar. Livro aberto.Erros (muitos) e alguns acertos.
    Não é a canalhice de mais uma vizinha prepotente que vai alterar minha história.
    Nem serão suas ameaças de processo que vão me desviar de meus princípios.

    Sou de fato ingênuo.
    Sobretudo de ter apoiado incondicionalmente um espertalhão, que só fez tirar proveito enquanto poude.
    Voces próprios reconhecem, em ata, a imbecilidade da agressão que fazem à vizinhança.
    Culpam galinhas do velho Sô Zé. Cachorros de minha filha. Festas. De 2 prédios? Que mais? ......
    Me acusam, Por alarme desregulado, atentatório ao sossego.
    Que os Srs. Alfredo e Álvaro se recusam a regular.
    Apesar de o reconhecerem em ata de assembléia. Culpando os próprios moradores e empregados.
    Outros infratores públicos já me fizeram ameaças piores. Até de morte. Veja a net. Arquivos MP.

    Suas ameaças não me demovem da defesa dos direitos da comunidade.
    Muito menos de promover vizinhança segura, com sossego e sustentável.
    Estou aguardando os tais processos do "Sr." Alfredo. Do Álvaro? Ou do condomínio?
    Aguardo a notificação do psicopata, ou moleque?, que me acusa de "ameaçar crianças".
    Se demorar, vou me apresentar espontaneamente. Me digam onde se querem agilizar.
    Repito e assino tudo o que disse. E espero vê-la na fila da denunciação caluniosa.

    Agora caluniam, intimidam, dão cartão vermelho(?) a quem não adere à sacanagem?
    Que enfrenta consequências para defender direitos difusos da comunidade? Ou privados?
    Quanto aos meus processos e advogados, vcs já tiveram notícias.
    Logo terão mais.

    E vc também terá a oportunidade de explicar seus pontos de vista ao Editor do Blog.
    Aos moradores da Gonçalves Veloso que querem identificar o alarme desregulado.
    Caso não se acovarde.
    O Véio.

    Ps. Deixa de baboseira.
    Vc nem deve ter filhos. Se amassem crianças, não desrespeitariam idosos.
    Dispenso o abraço de tamanduá.

    ResponderExcluir
  12. Sr. Ivan, estamos nessa até o fim. Tenho nojo de alguns moradores deste condomínio, apesar de morar no mesmo. Basta de humilhações contra a minha pessoa, da minha esposa e do Sr. A lei está aí para ser cumprida e, o mais importante, a sociedade está do nosso lado. Saulo Alcântara.

    ResponderExcluir
  13. Obrigado Saulo
    Sei o que você e sua esposa estão sofrendo em termos de discriminação neste prédio.
    Assisti esta prepotência em dois anos e meio de obra. Ouvi poucas e boas dos operários.
    Que se sentiam discriminados pelos novos proprietários e construtor.
    A fala deles é homogênea. Prepotente, ameaçadora, mentirosa.
    Mas suas próprias manifestações os condenam.
    São os únicos certos numa comunidade de 200 moradores ou mais.
    Vamos em frente.
    Ivan

    ResponderExcluir