segunda-feira, 27 de abril de 2015

Dimas e Tolentino, amizade como os pequizeiros de Montes Claros


O empresário Dimas Figueiredo e o engenheiro José Carlos Tolentino (foto) são amigos. Amizade das antigas, desde aqueles bons tempos lá em Montes Claros, quando olhavam as pernas das irmãs alheias, em ousadas mini saias nos anos 60.

Em Belo Horizonte, cada um no seu canto. Tolentino recebia visitas do amigo na república ali na Floresta, ele que estudava perto, na escola de Engenharia da UFMG.Dimas, falante até hoje, muito bem informado, sempre com novidades da terrinha.

Dizem que amigo de verdade não é aquele que bate nas costas do companheiro e diz vá em frente, mas aquele que vai junto. Nesta amizade, porém, cada um seguiu seu caminho, Tolentino na Cemig, agora aposentado, Dimas um fortíssimo empresário na área têxtil.

Tolentino comentava na caminhada desopilativa no Parque da Barragem que vai para uma aventura no deserto do Atacama, no Chile. 

Com mais dois amigos, sem data para voltar, sentir o cheiro do silêncio, mascar umas folhas para suportar a altitude daquela aridez.Dimas disse, vai em frente, que, nessa, amigo, não posso ir junto.

A amizade dos dois é como os pequizeiros lá de Montes Claros, de raízes profundas, nenhuma ventania do Atacama consegue derrubar.

O pequizeiro dá frutos de gosto forte. Quem estiver longe vai sentir uma saudade doida de seu aroma.

Um comentário:

  1. Angela de Andrade27 de abril de 2015 12:36

    Que lindo pequizeiro! E o aroma é realmente inesquecível. E que linda essa amizade do Sr. Dimas e do Sr. José Carlos! Gostei muita da matéria.
    Meu abraço,
    Ângela Andrade

    ResponderExcluir