terça-feira, 19 de abril de 2016

O Boina Azul caminha 10 km, investe no mercado e dança no Clube da Maturidade


Hermógenes era um rapazola em 1965 com seus 19 anos de idade quando viu a oportunidade da maior aventura de sua vida se apresentar assim, assim, exatamente ao tempo de prestar seu serviço militar obrigatório.

Alistou-se no Batalhão Suez, a tropa brasileira que, em coalizão com nove outros países, Canadá, Noruega, Finlândia, Índia, Colômbia, Dinamarca, Indochina, Suécia e Iugoslávia, tentava impedir a guerra entre Egito e Israel.

Foi assim que Hermógenes Almeida Santos (foto), hoje casado e com dois filhos, passou dois anos na famosíssima Faixa de Gaza como boina azul, a tropa da ONU encarregada de tentar pacificar a região.

Hermógenes mantém até hoje uma rotina militar: caminha 10 quilômetros por dia nos arredores de seu apartamento na Prudente de Morais, inclusive com algumas voltas na pista do Parque da Barragem Santa Lúcia.

Formou-se em engenharia mecânica e administração de empresas, tem pós-graduação em engenharia econômica, trabalhou na Mannesmann, que o levou a passar um ano na Alemanha, foi empresário na construção civil e hoje atua como consultor no mercado financeiro.


Ele mora em frente ao Clube da Maturidade, na Cidade Jardim, e também dá sua colaboração comunitária, atuando como voluntário na direção da entidade. Não perde os bailes das quartas e sábados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário